Mensagem

FAMÍLIAS INABALÁVEIS: BOM, BOM PAI

INTRODUÇÃO

FAMÍLIAS INABALÁVEIS – o papel do pai

DEUS PAI

A PARÁBOLA

Lucas 15.11-12 Ele contou outra história: Um homem tinha dois filhos. O mais novo disse ao pai: ‘Quero minha herança agora mesmo’.

Lucas 15.17-19 Isso o fez cair na realidade. Ele pensou: Já sei. Vou voltar para casa e dizer ao meu pai: pequei contra Deus e contra o senhor. Não mereço nem ser considerado seu filho. Ser um dos seus empregados já está muito bom’.

Lucas 15.20 Decidido, levantou-se e tomou o caminho de casa. Ele ainda estava bem longe, na estrada, quando o pai o avistou. O coração dele disparou, e ele correu para abraçar e beijar o filho.

Lucas 15.21 ‘Pai, pequei contra Deus e contra o senhor. Não mereço nem ser chamado de seu filho outra vez...’.

Lucas 15.22 O pai nem quis escutar...

Romanos 8.1-2 Agora já não há condenação para os que estão em Cristo Jesus, porque por meio de Cristo Jesus a lei do Espírito de vida me libertou da lei do pecado e da morte.

Lucas 15.22 O pai nem quis escutar. Chamou os empregados e ordenou: ‘Rápido, tragam a melhor roupa para ele! Tragam também o anel da família e um par de sandálias’.

Lucas 15.23-24 Depois vão buscar uma novilha bem gorda e preparem um churrasco. Vamos festejar! Vamos nos divertir! Meu filho está aqui — vivo! Não está mais perdido: foi achado!’. E a festa começou.

Lucas 15.28 O irmão mais velho ficou tão revoltado que não quis participar da comemoração.

Lucas 15.28 O pai saiu e tentou conversar com ele

Lucas 15.29-30 mas ele nem quis ouvir e protestou: ‘Há quantos anos trabalho para o senhor, sem nunca reclamar? E alguma vez ganhei uma festa para mim e meus amigos? Agora esse seu filho ...

Lucas 15.31 O pai respondeu: ‘Filho, você não entende. Você está comigo o tempo todo, e tudo que é meu é seu’.

Gálatas 4.6-7 E, porque vocês são filhos, Deus enviou o Espírito de seu Filho ao coração de vocês, e ele clama: “Aba, Pai”. Assim, você já não é mais escravo, mas filho; e, por ser filho, Deus também o tornou herdeiro.

CONCLUSÃO

PEQUENOS GRUPOS

Pr. Fridbert August